7 fotos de investigações que farão você repensar o consumo de carne, leite e ovos
Todas as vezes que a Mercy For Animals se prepara para realizar uma investigação, sabemos que os investigadores voltarão com diversas imagens chocantes de crueldade animal. Mas não importa quantas investigações são feitas ou se vemos imagens como essas todos os dias, ficamos tocados da mesma forma como ficamos pela primeira vez. Cenas como essas nunca serão normais ou aceitáveis porque temos a convicção de que todos os animais devem viver livres e felizes, longe de fazendas de exploração ou de abatedouros.

Fizemos uma lista de práticas infelizmente comuns na indústria, que acontecem a cada minuto no Brasil, e que farão qualquer pessoa repensar o consumo de carne, leite e ovos. Provamos que a crueldade não está restrita à produção de fundo de quintal: até mesmo em países desenvolvidos, nos maiores produtores e para as maiores empresas alimentícias do mundo, os animais são explorados e maltratados ao extremo.

1. Mães merecem mais respeito!
Essa investigação, realizada em 2013 em uma fornecedora de carne de porco do Walmart nos Estados Unidos, revelou a crueldade a que as porcas e seus bebês são submetidos. Elas passam todas as suas vidas em uma gaiola gestacional minúscula onde não podem andar, se virar ou deitar confortavelmente. As machucadas não recebem cuidados veterinários. Quando têm os bebês, não podem cuidar ou demonstrar afeto, porque continuam presas. Seus olhares dizem mais sobre a crueldade que sofrem do que a gente pode escrever.


2. Não é assim que bebês devem ser tratados
Em outra investigação, também em um fornecedor do Walmart, imagens mostram os filhotes também sendo tratados com extrema crueldade. Seus rabos são cortados e seus testículos arrancados com lâminas ou até mesmo com as mãos, sem nem mesmo o uso de anestésicos.


3. Nuggets têm gosto de sofrimento
Se nuggets parecem apetitosos, talvez essas fotos façam você repensar. Essa unidade que fornece frangos para a Tyson Foods, a maior processadora de carne dos Estados Unidos, e para o McDonalds produzir McNuggets foi flagrada em 2015 cometendo uma série de atos cruéis contra as aves. Os animais eram surrados, apunhalados e empalados e depois jogados em caixas para morrerem. Os donos da fazenda pisavam em suas cabeças e puxavam seus corpos ou asas para quebrar seus pescoços. Vários animais acabavam nem chegando ao abate porque eram criados para engordar tão rapidamente que acabavam morrendo por falência dos órgãos. O local onde milhares de aves passariam suas vidas inteiras era imundo e nem mesmo tinha janelas.


4. Leite? Nem pensar
Essa investigação secreta realizada em um fornecedor de laticínios para a Nestlé mostra as vacas sendo chutadas, espancadas, apunhaladas e chicoteadas. As vacas caídas eram presas por correntes e arrastadas por tratores. As machucadas sofriam com feridas expostas e sem tratamento veterinário, em locais sem a menor condição de higiene, com fezes espalhadas por tudo, favorecendo inclusive que os animais escorregassem e se machucassem ainda mais.


5. Esse bebê só queria a proteção da sua mãe
Outra terrível consequência da indústria do leite são os bezerros, privados do convívio com suas mães logo ao nascer. As vacas são inseminadas constantemente para dar leite, dando uma cria atrás da outra. Se for fêmea, será explorada da mesma forma que sua mãe. Se for macho, será confinado em um espaço em que mal cabe seu corpo e com pouquíssimo tempo de vida será abatido para ser vendido como vitela. A foto desse bebê foi feita em uma investigação de 2014, no Canadá, em um dos maiores produtores de laticínios da América do Norte. Os funcionários da fazenda ainda espancavam e chutavam os bezerros.


6. Ovos são sofrimento
Esse fornecedor de ovos para o Walmart no Brasil é um verdadeiro pesadelo real na Terra. Diversas aves são confinadas em uma gaiola minúscula onde mal podem abrir as asas ou andar em um ambiente completamente imundo e deprimente. As galinhas mortas apodrecem lá mesmo, onde aquelas ainda vivas botam ovos que serão consumidos.


7. Morte com requintes de crueldade
Essa investigação MXSlaughter.MercyForAnimals.mx realizada no final de 2016 no México trouxe à tona cenas indescritíveis. Os animais eram "fisgados" pela boca, cortados e acabavam engasgando em seu próprio sangue até a morte. Uma cena particularmente perturbadora mostra os funcionários do abatedouro incentivando uma criança pequena a esfaquear um porco e assisti-lo agonizar por minutos antes de finalmente matá-lo batendo nele com um cano de metal. Nesse local, vacas eram amarradas pelos chifres e repetidamente esfaqueadas no pescoço. Animais eram levantados de cabeça para baixo com correntes enquanto os funcionários os abriam e provavelmente os escaldavam ainda vivos.


Essas cenas infelizmente acontecem a todo momento e em todo o mundo. A Mercy For Animals já realizou investigações nos Estados Unidos, Canadá, México e Brasil e todas as vezes que os investigadores entram em uma fazenda ou em um abatedouro saem com imagens como essas. Se você também acha que isso é horrível e inaceitável, baixe aqui nosso Guia Vegetariano Gratuito e comece agora a mudar o mundo.
Fique sabendo de novas receitas, dicas e muito mais!
Leia Mais Notícias